terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Pizza de Baguete


Usei metade da baguete para fazer as rabanadas. A outra metade deixei jogada em cima da bancada. Até domingo. Eu e o Bernardo estávamos em um raro momento relaxante, assistindo a uma maratona de séries na TV, quando demos uma pausa e fomos à cozinha procurar o que tinha para comer. Enquanto ele devorava um sanduíche gelado que as crianças trocaram pela rabanada no café da manhã, eu peguei a baguete esquecida e decidi preparar uma pizza, que eu tinha visto, se não me engano, naqueles vídeos do Tastemade que passam no Facebook de vez em quando. Uma pizza 100% de reaproveitamento! Cortei a baguete ao meio e recheei os dois lados com molho de tomate (pode ser esse ou esse outro), queijo muçarela ralado e, em uma delas, tomate e cebola em fatias, e na outra, requeijão e um resto de peito de peru que tinha sobrado do almoço de Natal que eu fiz aqui em casa - e orégano nas duas, claro. Forno 190oC até o queijo derreter e pronto! Pra mim, só sobrou uma fatia da pizza de tomate. As crianças devoraram tudo, enquanto eu deixei esfriando em cima da pia!

E claro que eu não poderia deixar de desejar a todos vocês, meus queridos leitores, um Feliz Ano Novo, cheio de alegrias, comidinhas deliciosas e bons momentos! :)

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Sobremesa de Abacaxi


Eu amo essa sobremesa! Algum tempo atrás, em um almoço na casa da minha avó, ela fez esse doce de abacaxi. Comemos, repetimos e acabei me esquecendo da delícia que era. Fui à feira no sábado e achei abacaxis lindos, com um precinho bem camarada. Trouxe dois pra casa e já sabia qual seria o destino deles. Um viraria um suco delicioso e o outro se transformaria nessa sobremesa. Fiz de noite e tive que esperar para comer. Em compensação, comi sem dó uma tacinha dessas inteirinha do café da manhã! Uma belezinha!

Sobremesa de Abacaxi

Ingredientes:

1 abacaxi grande picado, sem a casca e sem o miolo
1 litro de água
2 pacotes de gelatina de abacaxi
400g de creme de leite de caixinha
Açúcar a gosto

Modo de Preparo:

Em uma panela, coloque o abacaxi e a água. Adoce a gosto, se necessário - como meu abacaxi estava muito doce, não adicionei açúcar. Deixe cozinhar em fogo alto por cerca de 10 minutos, até que a água tenha reduzido pela metade. Retire do fogo, junte as gelatinas e misture bem. Adicione o creme de leite, mexa, transfira para uma tigela e deixe repousar em temperatura ambiente*. Leve à geladeira por pelo menos 4 horas.

*É normal que o creme separe da gelatina enquanto esfria. Se preferir, misture bem novamente antes de levar à geladeira, para que a camada de gelatina separada fique mais fina. 

domingo, 27 de dezembro de 2015

Rabanadas Assadas


Como sempre, cheguei depois do Natal para dar uma receitinha para a comemoração. Atrasos à parte, espero que vocês, meus queridos leitores, tenham tido um Natal lindo e delicioso. Agora a receita que eu vou dar aqui pra vocês pode servir para o ano novo também. Com certeza essas rabanadas deixaram no chinelo umas que eu andei comendo pela rua afora. Molhadíssimas no centro, elas ficaram perfeitas com a casquinha de açúcar e canela por fora. Aliás, acho que rabanada cai bem em qualquer época do ano, e agora, com a facilidade de ser sem a fritura, com certeza vai aparecer mais nos lanchinhos da turma!

Rabanada Assada

Ingredientes:

1 pão tipo baguete, cortado em fatias de cerca de 3cm de espessura
1 litro de leite
2/3 xíc. (chá) de açúcar
Sementes de 1 fava de baunilha - opcional
3 ovos levemente batidos
Açúcar e canela a gosto para polvilhar

Modo de Preparo:

Pré-aqueça o forno a 190oC. em uma tigela, misture o leite, o açúcar e as sementes de baunilha. Misture bem até que o açúcar tenha dissolvido completamente. Separe os ovos batidos em um pratinho e reserve. Passe as fatias de pão pela mistura do leite e, em seguida, pelo ovos. Acomode as fatias de pão em uma assadeira forrada com um tapete de silicone. Leve as rabanadas ao forno por cerca de 20 minutos, virando-as quando já estiverem douradas de um dos lados. Retire as rabanadas do forno e transfira-as para um prato. Deixe esfriar e passe-as pela mistura de açúcar com canela*.

*Gosto das rabanadas geladas, por isso coloquei as minhas na geladeira. Quando elas resfriam, fica mais fácil de passá-las pelo açúcar com a canela, porque soltam um pouco da calda e ficam mais aderentes. Se preferir, resfrie-as e então passe pelo açúcar com a canela.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Panettone Recheado com Sorvete


Apesar de me considerar paciente, sei que sou uma pessoa nervosa. Não gosto de esperar, fico aflita quando faço uma coisa e preciso, por exemplo, deixar esfriar. Ainda tinha bastante frutas cristalizadas que sobraram desse bolo, então decidi, finalmente, preparar o panettone que eu estava com vontade de comer. Fiz o pão, que cresceu lindamente, ficou ótimo e lindo. Mas, como tinha visto em um video na internet, queria rechear com sorvete. E nessa hora que bateu a impaciência. Comentei com o Bernardo que faria o panettone e deixaria para rechear no outro dia, com ele já totalmente frio e tal. Mas não. Abri o pobre quente mesmo, esperei esfriar um pouquinho e enchi de sorvete, crente que ele não derreteria. Voltei o panettone recheado para o freezer, deixei lá uma boa meia hora e cortamos para tirar a foto. Obviamente, como vocês devem imaginar, o recheio estava beeem derretido, além de ter baixado um bocado, deixando meu panettone apenas "meio" recheado. Mas o que importa é que ficou delicioso, e por isso eu preciso compartilhar com vocês.

Derreteu :(

















A receita é simples. Fiz meia receita desse panettone, que assei em uma fôrma de 10cm de diâmetro forrada com uma "parede" de papel manteiga de cerca de 15cm. Retirei do forno e deveria ter deixado descansar até esfriar. Cortei uma tampa na parte de cima e abri o panettone, retirei o centro e enchi com camadas de sorvete de chocolate, creme e morango. Devolvi a tampa e cobri com uma ganache de chocolate (100g de chocolate + 50g de creme de leite + micro-ondas até derreter). Levei à geladeira até a hora de servir*.

*O ideal é recheá-lo somente na hora de servir, e conservar em geladeira para que o pão não congele e o sorvete não derreta.

domingo, 20 de dezembro de 2015

Sorvete de Mascarpone com Baunilha


Outro dia fui ao mercado e encontrei um mascarpone de promoção. Imaginem a alegria da pobre que encontra um pote de 300g do queijo por 9 pratas. Trouxe um pra casa e pensei logo em preparar um tiramisú. Mas esqueci. Deixei ele na geladeira até praticamente passar da validade. Quando vi aquele pote de queijo perdido, e o calor que fazia lá fora, tive outra ideia. Por que não um sorvete de mascarpone? E gente, foi a melhor ideia do universo! O sorvete é deliciosamente cremoso, como nenhum que já comi. O sabor suave do mascarpone contrasta com o marcante das sementinhas de baunilha. O creme inglês por si só já é uma delícia, e com a adição do queijo - e congelado - é pura perfeição!

Sorvete de Mascarpone com Baunilha
adaptado do The Perfect Scoop, do David Lebovitz

Ingredientes:

1 xíc. (chá) de leite integral
1 fava de baunilha
3/4 xíc. (chá) de açúcar
Uma pitada de sal
5 gemas
2 xíc. (chá) de queijo mascarpone

Modo de Preparo:

Em uma panela, aqueça o leite, a baunilha - abra a fava e raspe as sementes e coloque tudo na panela -, o açúcar e o sal. Em uma tigela, bata bem as gemas, até que fiquem claras e dobrem de volume. Lentamente despeje a mistura do leite sobre as gemas, mexendo sem parar. Devolva a mistura à panela e mexa em fogo baixo, até que o creme engrosse um pouco mais e cubra as costas de uma espátula, sem escorrer*. Peneire o creme sobre uma tigela e coloque-a sobre um banho de gelo. Mexa bem até esfriar. Coloque em um pote com tampa e leve à geladeira até que a mistura fique completamente gelada. Junte o mascarpone e coloque o creme na sorveteira, seguindo as instruções do fabricante. 

*Caso seu creme inglês talhe, espere esfriar a bata no liquidificador. Isso pode acontecer caso as gemas atinjam uma temperatura muito alta rapidamente durante o cozimento. 

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Bolo de Frutas Cristalizadas


A ideia inicial era preparar um panettone. Mas fiquei com preguiça de deixar a massa fermentando e decidi preparar um bolinho simples para usar umas frutas cristalizadas deliciosas que eu comprei. A receita desse bolo é maravilhosa, fica perfeita e fofinha com ou sem frutas, aromatizada do jeito que você quiser. Gosto dela também porque é super fácil, já sei decorados os ingredientes e o modo de preparo!


Bolo de Frutas Cristalizadas (Bolo 1, 2, 3, 4)

Ingredientes:

1 xíc. (chá) de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
2 xíc. (chá) de açúcar
3 xíc. (chá) de farinha de trigo
4 ovos
1 xíc. (chá) de leite
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 e 1/2 xíc. (chá) de frutas cristalizadas
Raspas de 1 laranja bahia

Modo de Preparo:

Pré-aqueça o forno a 180oC. Unte e enfarinhe duas fôrmas de bolo inglês. Na tigela da batedeira, coloque o açúcar e a manteiga. Bata até obter um creme claro e fofo. Junte os ovos, um a um, e bata bem. Acrescente, então, as raspas de laranja. Em uma tigela, peneire a farinha de trigo e o fermento. Vá alternando a adição do leite e da farinha, em três etapas. Por último, junte as frutas cristalizada, e misture bem com uma colher de pau. Divida a massa nas fôrmas e leve ao forno por cerca de 35 minutos, ou até que passem no teste do palito. Retire do forno e deixe amornar para desenformar. Deixe esfriar e reserve.

*Para a cobertura, misturei açúcar de confeiteiro com um pouquinho de água. Decorei com mais frutas cristalizadas.

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Sopa de Tomates Assados com Pesto


Depois de encher a cara de vocês com bolo, batatas, chocolate e biscoitos, chego hoje com um pé no freio e uma receita deliciosa de uma sopa de tomates assados. A sopa é preparada com tomates frescos e fica perfeita para um diazinho de verão, assim, mais fresquinho do que o habitual. Não satisfeita em comer uma tigela inteira, no dia seguinte cozinhei uma massa e usei a sopa e o pesto como molho. Maravilhoso!

Sopa de Tomates Assados com Pesto
da Pat

Ingredientes:

700g de tomates italianos maduros (cerca de 6 tomates grandes)
2-3 colheres (chá) de azeite de oliva extra-virgem
sal e pimenta do reino moída na hora
5-6 galhinhos de tomilho fresco
1 colher (sopa) de azeite de oliva
½ cebola grande, bem picadinha
1 dente de alho graúdo, bem picadinho
1-2 colheres (sopa) de pesto

Modo de Preparo:


Pré-aqueça o forno a 200°C. Forre uma assadeira com papel alumínio (uma assadeira em que caibam todos os tomates). Corte os tomates ao meio no sentido do comprimento e coloque-os na assadeira com o lado cortado para cima. Regue com o azeite extra-virgem e salpique com o sal, a pimenta e o tomilho. Asse por 45-50 minutos ou até que os tomates estejam macios. Deixe esfriar até que consiga manipulá-los. Em uma panela média, aqueça o azeite em fogo médio-alto. Junte a cebola e refogue até que fique transparente. Acrescente o alho e refogue até perfumar. Enquanto isso, usando uma colher, remova as sementes dos tomates. Pique-os grosseiramente e acrescente-os à panela, junto com o açúcar. Cozinhe, misturando ocasionalmente, até que os tomates aqueçam e fiquem ainda mais macios. Tempere com sal e pimenta. Transfira a mistura para um liquidificador e bata até obter um creme homogêneo (sem tampar totalmente ou o copo pode estourar), acrescentando um pouquinho de água se necessário. Divida a sopa em tigelas e cubra com um pouquinho de pesto. Sirva.

domingo, 13 de dezembro de 2015

Speculoos


Esses biscoitinhos são a cara do Natal! Deliciosos, super crocantes e com o sabor das especiarias, eu não consegui parar de comê-los. Além disso, duram bastante em um pote fechado. Acabei esquecendo alguns aqui, aí o Bernardo abriu outro biscoito e colocou por cima. Quando eu vi que ainda tinha um biscoitinho lá embaixo do pote, mais de uma semana depois, fiquei emocionada. Ainda estava crocante e delicioso, igualzinho no dia que eu havia feito! 

Speculoos

Ingredientes:

1 e 2/3 xíc. (chá) de farinha de trigo
1/4 colher (chá) de sal
1/4 colher (chá) de bicarbonato de sódio
2 e 1/2 colheres (chá) de canela em pó
1/4 colher (chá) de gengibre em pó
1/8 colher (chá) de cravo em pó
7 colheres (sopa) de manteiga
1/2 xíc. (chá) de açúcar
1/2 xíc. (chá) de açúcar mascavo
1 ovo

Modo de Preparo:

Em uma tigela, peneire os ingredientes secos e reserve. Na tigela da batedeira, bata a manteiga até que ela fique clara e cremosa, cerca de 5 minutos. Junte os açúcares e bata bem para incorporar. Adicione o ovo e bata mais um minuto. Junte os ingredientes secos e bata até que os ingredientes fiquem bem incorporados. Retire a massa da batedeira e sove rapidamente, para que a massa fique homogênea. Embale-a em um plástico filme e deixe descansar na geladeira por 3 horas. Pré-aqueça o forno a 180oC. Forre uma assadeira com papel manteiga ou silpat. Abra a 1/3 da massa sobre uma superfície enfarinhada, na espessura de cerca de 0,5cm,  e corte no formato desejado. Aqui em casa cortei em retângulos e marquei com um garfo para ficar com esses furinhos. Coloque os biscoitos na assadeira e asse-os por cerca de 5-8 minutos, ou até que comecem a dourar. Retire do forno e deixe-os descansar na assadeira por 5 minutos. Remova-os para uma grade até que esfriem completamente. Guarde em um recipiente hermético por até 7 dias. 

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Moedas de Chocolate com Frutas Secas


Imagina que lindas essas moedinhas na mesa do Natal? Além de super simples, são deliciosas! E a receita é super simples: tempere* cerca de 100g de chocolate meio amargo e vá colocando colheradas sobre uma folha de papel manteiga. Faça o formatinho redondo - com uma colher mesmo - e coloque frutas secas por cima. Aqui em casa eu usei damasco, passas claras e nozes. Deixe secar em temperatura ambiente ou na geladeira e sirva. 

*Se o chocolate não for temperado, ele não irá endurecer depois de pronto, e precisará estar constantemente gelado para manter o formato.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Batatas Hasselback


Estamos planejando ir ao clube que acabamos de ficar sócios com as crianças. Mas todo dia que temos um tempinho, o clima não ajuda. Fomos na sexta-feira prontos para o clube: malas prontas com sunga, protetor solar e sandálias. Chuva. Raios de arrepiar. Voltamos para casa. No sábado fez um dia lindo, super ensolarado. Mas eu não podia, tive aula o dia inteiro. Esperamos ansiosos o domingo, que prometia um belo dia. Estávamos enganados. Um vento frio e mais chuva. O jeito foi aproveitar o cobertor e ficar em casa curtindo uma preguiça. E a preguiça foi tanta que, ao invés do purê de sempre, decidi largar essas batatas no forno até a hora do almoço. E o resultado ficou incrível! A casca ficou super crocante e o centro bem macio, perfeita para servir junto com o bifinho de domingo!

Batatas Hasselback

Ingredientes:

5 batatas médias - usei inglesa
3 colheres (sopa) de azeite
3 colheres (sopa) de manteiga
Sal e pimenta a gosto
Folhas de tomilho

Modo de Preparo:

Pré-aqueça o forno a 200oC. Lave bem as batatas, coloque-as dentro de uma colher de servir - aquelas colheres grandes de arroz -, e corte-as em fatias finas até que a faca toque a colher. Dessa forma ainda sobrará um tanto das batatas sem cortar, o que irá evitar que elas abram e quebrem. Tempere com sal e pimenta e reserve. Na boca do fogão, na assadeira que irá ao forno com as batatas, derreta a manteiga e o azeite. Doure levemente todos os lados das batatas, cerca de 2 minutos cada lado. Vire-as para cima, espalhe as folhinhas de tomilho e leve ao forno, regando sempre as batatas com o óleo da assadeira, por cerca de 1 hora, ou até que elas fiquem douradinhas e totalmente assadas por dentro. 

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Bolo de Fubá com Pedaços de Goiabada


Eu adoro quando tem um bolinho em casa para comer durante o dia. Como de manhã, no café, depois do almoço com um cafézinho, durante a tarde e de noite antes de dormir. E basicamente é por isso que eu não tenho feito tantos bolos. As ancas já estão imensas, e os braços estão ficando da grossura de uma perna roliça. Mesmo evitando, decidi preparar um bolinho de fubá com goiabada, só porque estava com muita vontade de comer uma fatiazinha de bolo caseiro. O bolo é ultra fofinho, molhadinho e delicioso, ainda mais perfeito com os pedacinhos de goiabada que se derretiam quando cortávamos as fatias!


Bolo de Fubá com Pedaços de Goiabada

Ingredientes:

4 ovos
1 xícara (chá) de leite
3/4 xícara (chá) de óleo
1 e 1/2 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de fubá mimoso
1 xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (de sopa) de fermento de bolo
1/2 xícara (chá) de cubos de goiabada, polvilhados com farinha de trigo

Modo de Preparo:

Coloque no liquidificador os ovos, o leite, o óleo e o açúcar, bata para misturar tudo. Em uma tigela coloque o fubá e a farinha de trigo e misture esses ingredientes secos. Despeje o líquido do liquidificador sobre os ingredientes secos e misture bem. Fica bem líquido mesmo. Acrescente o fermento e mexa delicadamente. Coloque a massa em uma forma untada com óleo e polvilhada com farinha de trigo. Jogue os pedacinhos de goiabada sobre a massa. Leve ao forno pré-aquecido a 180 graus por cerca de 35 minutos. Espete um palito no bolo e se ele sair limpo, o bolo já está bom. Deixe ficar morno, quase frio para desenformar. Desenformar frio é mais garantido para não quebrar.

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Salmão Assado na Massa Folhada - Salmon en Croûte


Comprei um salmão para preparar um gravlax, acreditando que iria encontrar o endro - ou dill - em uma mercearia aqui perto de casa. Fui à procura da erva e voltei com as mãos abanando, não tinha e nem sabiam me dizer quando chegaria. Aproveitei o peixe fresco e decidi usar uma massa folhada que tinha comprado na promoção para preparar essa receita que ganhou o coração da turma, mas especialmente do Bruno, que AMA massa folhada. Fiquei com medo do salmão não assar completamente, já que o tempo de forno é só mesmo para dourar a massa. Mas foi bobeira minha. O peixe fica super suculento dentro da massa crocante, perfeitamente cozido e macio. Mal posso esperar para achar outra promoção de massa!

Salmão Assado na Massa Folhada - Salmon en Croûte

Ingredientes:

700g de filé de salmão, sem pele e sem espinhas
4 colheres (sopa) de mostarda dijon
Sal e pimenta-do-reino a gosto
400g de massa folhada
1 ovo para pincelar

Modo de Preparo:

Pré-aqueça o forno a 200oC. Unte uma assadeira com óleo e reserve. Retire o peixe da embalagem e seque-o bem com um papel toalha, para retirar a umidade. Tempere com a mostarda, o sal e a pimenta e reserve. Abra, cuidadosamente, a massa folhada. Coloque o peixe no meio da massa e feche-a com cuidado, apertando bem as bordas para que fique bem selada. Pincele com o ovo batido e leve ao forno por cerca de 20 minutos, ou até que a massa fique dourada. Sirva imediatamente.

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Panquequinhas de Purê de Batata com Gorgonzola


Essa internet é realmente um mundo sem barreiras. O engraçado é que qualquer coisa bizarra que eu procure, eu encontro. Assim aconteceu com essas panquecas. Tinha um resto de purê de batatas do almoço do dia anterior e um pedaço imenso de gorgonzola que comprei pra fazer essa torta e não fiz. Fui atrás, então de uma receita de bolinhos de purê com o queijo, só porque achei que a combinação era boa. E era mesmo! Minhas panquequinhas ficaram crocantes por fora e macias por dentro, e o queijo dá um sabor genial nas batatas sem graça! Delícia!

Panquequinhas de Purê de Batata com Gorgonzola

Ingredientes:

2 xíc. (chá) de purê de batata gelado
1/4 xíc. (chá) de panko ou farinha de rosca
1/2 xíc. (chá) de queijo gorgonzola amassado
Sal e pimenta do reino a gosto
1/4 xíc. (chá) de panko ou farinha de rosca, para empanar
1/4 xíc. (chá) de azeite de oliva

Modo de Preparo:

Em uma tigela, misture o purê, a farinha de rosca e o queijo gorgonzola. Tempere a gosto e forme bolinhas com as mãos. Achate-as levemente e leve à geladeira por 30 minutos. Empane os bolinhos com a farinha de rosca reservada e frite os bolinhos no azeite, em fogo baixo, até que fiquem douradinhos, com cuidado para não apertar as panquequinhas. Retire da frigideira e deixe descansar por cerca de 5 minutos.

domingo, 22 de novembro de 2015

Grão de Bico Crocante


Arrumando a bagunça na despensa, descobri um pote pela metade de grão de bico. Aí logo lembrei de uma receita que tinha visto de um aperitivo usando o grão, receita básica e fácil, mas com a cara bem gostosa. Deixei os grãos de molho antes de sair de casa, e, ao chegar de noite, foi só colocar no forno e esperar. O negócio é realmente viciante, e se o Bernardo tivesse demorado mais cinco minutos para vir tirar a foto, com certeza o potinho estaria na metade! 

Grão de Bico Crocante

Ingredientes:

2 xíc. (chá) de grão de bico
1 colher (chá) de cominho
1 colher (chá) de pimenta moída na hora
1 colher (chá) de páprica picante
1 colher (chá) de sal
4 colheres de sopa de azeite de oliva

Modo de Preparo:


Deixe o grão de bico de molho na água por 8 horas. Escorra bem e coloque numa assadeira. Tempere os grãos com os temperos e mexa bem. Leve ao forno preaquecido 180º por 40 minutos ou até ficarem douradinhos e crocantes, mexa de vez em quando. Você pode guardar por alguns dias em potes bem tampados.

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Docinhos de Tâmara com Nozes, Coco e Chocolate


Praticamente um brigadeiro. Só que sem os ingredientes do brigadeiro. Mesmo cometendo gordices diariamente, tem horas que me dá um siricutico de procurar versões saudáveis dos meus doces favoritos. De bobeira em casa ontem à noite e morrendo de vontade de comer um docinho, fui atrás de alguma receita que usasse as tâmaras que sobraram dos bolinhos de banana do post da semana passada. Achei então uma receita de 'brigadeiro fit', com ingredientes que eu tinha em casa e com cara de que daria certo. Parti para a ação e fiz. Fiquei impressionada! Os docinhos são deliciosos e naturalmente super doces! Devo ter comido uns 5 só enquanto o Bernardo pegava a câmera pra tirar a foto!

Docinhos de Tâmara com Nozes, Coco e Chocolate

Ingredientes:

1/2 xíc. (chá) de nozes - ou amêndoas
1 xíc. (chá) de tâmaras sem caroço
1/2 xíc. (chá) de coco ralado
2 colheres (sopa) de água
2 colheres (sopa) de cacau em pó
Coco ralado para enrolar

Modo de Preparo:

Bata todos os ingredientes no processador até que a mistura fique homogênea. Enrole bolinhas e passe pelo coco ralado.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Abóbora Assada com Alecrim


Esse acompanhamento faz a alegria do pessoal aqui de casa. A abóbora é a grande estrela do prato, facílimo de fazer e super delicioso, e o sabor adocicado da preparação faz um ótimo par com qualquer carne. Basta pegar meia abóbora japonesa, tirar a casca - ou não -, cortar em cubos, temperar com cerca de 3 colheres (sopa) de azeite, sal, pimenta e alguns ramos de alecrim. Depois e só levar ao forno pré-aquecido a 200oC por cerca de 30 minutos, ou até que os pedacinhos de abóbora fiquem bem macios. Também ficam perfeitas como recheio daquele ravioli do outro dia!

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Mini Muffins de Banana com Tâmaras


Se você for julgar pela aparência, esses realmente não são os bolinhos mais lindos do mundo. Têm a aparência um pouco feiosa, um quê de bolo seco que nem de longe passam a imagem verdadeira do que eles são. Comprei uma caixinha de tâmaras especialmente para a receita. Chamei o Caio para me ajudar - ele quis pesar os ingredientes, descascar e amassar a banana, cortar as tâmaras e quebrar o ovo - e, bom, não muito rapidamente depois, tínhamos bolinhos deliciosos - e super macios! - para comermos de lanche. Não se assustem com a carinha carrancuda deles. São bolinhos extremamente fofinhos e docinhos, e a combinação da banana com as tâmaras é perfeita!

Mini Muffins de Banana com Tâmaras
do Family Kitchen Cookbook

Ingredientes:

50g de farinha de trigo
35g de farinha de trigo integral
1/2 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1/2 colher (chá) de fermento em pó
1/2 colher (chá) de canela em pó
50g de tâmaras sem caroço macias, bem picadas
50g de açúcar mascavo
1 ovo pequeno
2 colheres (sopa) de óleo vegetal
1 banana madura, amassada

Modo de Preparo:

Pré-aqueça o forno a 180oC. Forre 15 forminhas de mini cupcakes com formas de papel e reserve - alternativamente, unte 15 forminhas de mini cupcakes com manteiga e polvilhe com farinha. Em uma tigela, peneire as farinhas, o bicarbonato, o fermento e a canela. Adicione as tâmaras e o açúcar e misture bem. Em uma tigela menor, misture o ovo, o óleo e a banana. Junte os ingredientes líquidos aos secos e misture somente para incorporar. Divida a massa nas forminhas e leve ao forno por cerca de 12 minutos, ou até que passem no teste do palito. Desenforme morno.

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Picadinho de Filé Mignon


Fiquei sabendo que teria o lançamento do livro da Rita Lobo aqui em Brasília. Lembrei logo da minha avó, que é louca pelos programas dela, e decidi convidá-la para ir comigo ao shopping pedir o autógrafo da artista. Depois de submeter a velhinha à uma fila de quase 3 horas, conseguimos a foto, o autógrafo e um abraço da Rita Lobo. E eu, de quebra, ganhei da vovó um livro para ser autografado. Basicamente no livro tem todas as receitas que ela deu no programa. Um domingo desses, dia de geladeira vazia, descongelei uma peça de filé, pensando no que iria preparar com aquilo. Logo lembrei que tinha visto no livro uma receita de picadinho de filé mignon, perfeito para usar os ingredientes que tinha em casa. Ficou delicioso! O filé fica super macio e o molho serve bem para acompanhar um purê de batatas, ou até mesmo um arrozinho branco!

Picadinho de Filé Mignon
do Livro Cozinha Prática, da Rita Lobo, também disponível aqui

Ingredientes:

1 kg de filé mignon em cubos
2 cebolas 
3 dentes de alho 
4 colheres (sopa) de farinha de trigo 
70 g de bacon em cubinhos
1/4 xícara (chá) de extrato de tomate (cerca de 130 g)
2 colheres (sopa) de molho inglês 
caldo de 1/2 limão 
5 colheres (sopa) de azeite 
1/4 xícara (chá) de salsa 
3 xícaras (chá) de água 
sal e pimenta-do-reino moída na hora a gosto 


Modo de Preparo:

Descasque e pique fino a cebola e o alho. Leve um pouco mais de 3 xícaras (chá) de água para aquecer numa chaleira. Caso compre uma peça inteira de mignon, corte em bifes; em seguida, corte os bifes em tiras e as tiras, em cubos. Com um pano de prato limpo, seque bem a carne. Transfira para uma tigela larga ou travessa e polvilhe os cubos com a farinha - essa técnica, chamada singer, serve para engrossar o molho. Leve uma panela grande ao fogo médio. Quando aquecer, regue com 2 colheres (sopa) de azeite e doure cerca de 1/3 dos cubos, sem cobrir todo o fundo - se colocar toda a carne de uma vez, ela vai resfriar a panela e cozinhar no próprio líquido, em vez de dourar. Tempere com sal e pimenta-do-reino a gosto e mexa aos poucos para dourar por igual. Transfira os cubos para uma tigela e mantenha a panela em fogo médio. Doure o restante da carne em mais duas etapas, regando com 1 colher (sopa) de azeite antes de cada leva. Após retirar os últimos cubos, regue a panela com 1 xícara (chá) da água quente e o caldo de limão. Com uma colher de pau, raspe bem o fundo da panela para dissolver o queimadinho que se formou, apenas até limpar a panela, cerca de 1 minuto. Transfira esse caldo para a tigela da carne, passando por uma peneira. Volte a panela ao fogo médio e regue com o azeite restante. Junte o bacon e deixe dourar, mexendo de vez em quando. Adicione a cebola e refogue até murchar. Acrescente o alho e misture por mais 1 minuto. Adicione o extrato de tomate e misture bem. Volte a carne, com o caldo, para a panela e mexa apenas para aquecer. Regue com mais 2 xícaras (chá) da água fervente e misture o molho inglês. Quando começar a ferver, deixe cozinhar por mais 6 minutos. Enquanto isso, lave, seque e pique a salsinha. Desligue o fogo, prove e ajuste o sal e a pimenta-do-reino. Salpique a salsinha e sirva a seguir, acompanhado de arroz branco.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

Iogurte de Baunilha com Bananas


Vai uma dica supimpa de lanche para dias corridos? Eu amo esse iogurte, e acho que combina perfeitamente com essa banana super macia e docinha! Peguei 1 xíc. de iogurte natural, 1 colher (sopa) de açúcar e 1/4 colher (chá) de sementes de uma fava de baunilha. Misturei tudo e reservei. Fatiei uma banana e coloquei em um pratinho, salpiquei com canela e levei ao micro-ondas por 20 segundos, só pra amolecer um pouquinho. Coloquei as fatias de banana por cima e pronto! Lanchinho rápido e delicioso!

sábado, 7 de novembro de 2015

Brigadeiro de Cookies


Semanas atrás, minha amiga Carol esteve aqui para prepararmos juntas o bolo de aniversário da filhinha dela, a Mariah. Fizemos um bolo de amêndoas, com recheio de brigadeiro branco com limão siciliano e mirtilos. Uma delícia. Só que infelizmente para as minhas celulites sobrou uma porção bem generosa do brigadeiro branco que a Carol fez, o brigadeiro mais delicioso do mundo! Dias passaram e eu pensei em um outro jeito de comê-lo que não fosse direto do pote com uma colher de pedreiro. Peguei alguns biscoitos que estavam jogados aqui na despensa e usei para rechear os brigadeiros. Ficaram maravilhosos! Comi mais de 30 brigadeiros brincando, e até o Bernardo, que não gosta muito do doce, comeu que lambia os dedos! 

Brigadeiro de Cookies

Ingredientes:

1 lata de leite condensado
45g de chocolate branco
10g de manteiga
100g de bolacha de chocolate sem recheio - usei aqui uma bolacha de maizena de chocolate
Cacau em pó para cobrir

Modo de Preparo:

Em uma panela de fundo grosso, misture o leite condensado, o chocolate branco e a manteiga. Leve ao fogo baixo, misturando sempre, por cerca de 10 minutos, ou até que a mistura comece a desgrudar do fundo da panela. Despeje em um prato fundo e deixe esfriar em temperatura ambiente. Triture os biscoitos grosseiramente no processador, ou coloque-os em um saco de embalagem e bata com um rolo de abrir massa. Junte os biscoitos triturados à massa do brigadeiro e misture bem. Se necessário, deixe gelar antes de enrolar. Unte as mãos com manteiga, enrole os docinhos e passe-os pelo cacau em pó. 

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Queijo Cottage Caseiro


Se é cottage real ou não, isso eu não sei dizer. É basicamente uma ricota despedaçada com um tantinho de iogurte para dar liga. O que eu sei dizer é que ficou maravilhosa! Estou praticamente comendo direto do pote. Coloquei na salada, no pão, para acompanhar as verduras, na banana com mel, enfim, o negócio é realmente um sucesso! O que eu fiz foi pegar essa receita de ricota e, depois dela pronta, juntei cerca de 1/4 xíc. (chá) de iogurte natural. Misturei e pronto. Muito melhor do que a comprada no supermercado, pode apostar!

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Bolo de Gengibre


Grande motivador da receita do gengibre em calda, esse bolo é maravilhoso! Fofinho e super aromático, perfeito com uma xícara de chá. O melhor de tudo é mastigar os pedacinhos de gengibre que vão dentro da massa! O contraste do ardidinho com o docinho do bolo é incrível!

Bolo de Gengibre
do Family Kitchen Cookbook

Ingredientes:

100g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
225g de melado de cana
110g de açúcar mascavo
200ml de leite integral
4 colheres (sopa) da calda do gengibre
Raspas de 1 laranja
225g de farinha de trigo com fermento
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
1 colher (chá) de mixed spice
1 colher (chá) de canela em pó
2 colheres (chá) de gengibre em pó
4 fatias do gengibre em calda, bem picado
1 ovo, levemente batido

Modo de Preparo:

Pré-aqueça o forno a 180oC. Unte e enfarinhe uma forma quadrada de 18cm e reserve. Em uma panela pequena, derreta a manteiga, o melado, o açúcar, o leite e a calda do gengibre. Adicione as raspas de laranja, retire do fogo e reserve. Em uma tigela, peneire a farinha, o bicarbonato e as especiarias. Misture os líquidos aos secos e incorpore, com um fouet, o gengibre picado e o ovo. Despeje a massa na forma e leve ao forno por cerca de 35 minutos, ou até que passe no teste do palito. Retire do forno e deixe esfriar sobre uma grade. 

segunda-feira, 2 de novembro de 2015

Gengibre em Calda


Há muito tempo que eu passo pela receita de bolo de gengibre do meu livro com um certo desalento. Morro de vontade de prepará-lo, mas nunca encontrei por aqui o 'preserved ginger', esse gengibre molinho que vem embebido em uma calda ao mesmo tempo pungente e docinha. Hoje fiz um almocinho e preparei um suco de manga, abacaxi e gengibre. E reparei que tinha na minha fruteira dois pedacinhos meio velhinhos de gengibre. Abri o livro para procurar outra receita e quem aparece na minha frente: o bolo de gengibre. Pronto. Tarde livre de feriado, procurei na internet uma receita do gengibre em calda e descobri que é facílimo de fazer. O melhor de tudo foi tirar um pedacinho de gengibre do vidro e sentir aquele sabor delicioso da raiz, que ficou super macia e docinha, contrastando com o ardor característico dela!

Gengibre em Calda

Ingredientes:

100g de gengibre, sem pele, cortado em rodelas de cerca de 0,5cm
100g de açúcar refinado
Água

Modo de Preparo:

Em uma panela, coloque o gengibre e cubra com bastante água, cerca de 4 dedos acima das rodelas. Leve ao fogo baixo por cerca de 1 hora, ou até que o gengibre esteja macio. Cubra com mais água caso esteja secando e o gengibre ainda não esteja macio. Com cerca de dois dedos acima do nível das rodelas, e com elas já macias, acrescente o açúcar. Misture para dissolver e deixe ferver até que reduza, e a calda fique com a consistência de um xarope fino. Retire do fogo e coloque em um vidro esterilizado. Guarde em temperatura ambiente.

sábado, 31 de outubro de 2015

Omelete de Micro-Ondas


Pode não ter ficado o prato mais bonito do universo, mas com certeza ficou delicioso, e quebraria o maior galho em um dia que eu não estivesse com vontade de fazer absolutamente nada na cozinha. A textura fica super parecida com a desses omeletinhos de forno, com a diferença que eles ficam prontos em menos de 2 minutos! Eu achei uma belezinha, já fiz mais de 3 vezes desde que assisti o vídeo. Mesmo não gostando muito de micro-ondas, confesso que algumas coisas são realmente bem mais práticas do que ter que lavar uma pilha de louças para fritar um omelete!

Omelete de Micro-Ondas

Ingredientes:

2 ovos
2 colheres (sopa) de leite
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
1 colher (sopa) de cebola picada
Cebolinha picada
Sal e pimenta-do-reino a gosto
Tomate picado e cebolinha para decorar

Modo de Preparo:

Em uma caneca, misture os ovos, o leite, o parmesão, a cebola e a cebolinha. Bata com o garfo até ficar homogêneo. Tempere com o sal e a pimenta-do-reino e leve ao micro-ondas por 1 minuto. Deixe mais tempo, em intervalos de 20 segundos, caso os ovos ainda estejam crus. Retire do forno e decore com tomate e cebolinha picados.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Macarons de Castanha-do-Pará com Recheio de Ganache de Chocolate


A vontade de comer macaron era maior que a vontade de sair pra comprar farinha de amêndoas. O que fazer? Um macaron com a farinha da castanha que tinha disponível em casa, claro! Sempre tenho castanha-do-Pará para fazer nossa granola, aí quando bateu o desejo pelo docinho temperamental, decidi preparar uma versão diferente pra ver se colava. E, gente, colou. É delicioso, com a textura similar ao original, mas o sabor da castanha realmente chama a atenção. Eu fiz com recheio de ganache e ficou maravilhoso, mas depois fiquei pensando nele com um recheio de doce de cupuaçu.. Ai ai! A receita é essa, trocando a farinha de amêndoas por uma farinha de castanha-do-Pará batida no liquidificador!

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Panquecas Sem Glúten


Milênios atrás eu comprei uma farinha de aveia para preparar esses biscoitinhos deliciosos. Passou o tempo e eu deixei ela lá, esquecida no armário de mantimentos. Eis que, arrumando a bagunça, encontro o pacote com vencimento beeeem próximo. Corri na internet para procurar uma receita que usasse esse material nobre - e saudável. Encontrei essa receita e matei dois coelhos numa cajadada só: testei meu fermento caseiro em panquecas e gastei o restante da farinha do armário! A textura é deliciosa, e a panqueca é super fofinha, nem parece se tratar de um 'sem glúten'. A turminha devorou com frutas, mel, geleia e a nutella caseira, que agora tem em casa toda semana!

Panquecas Sem Glúten

Ingredientes:

1 e 3/4 xíc. (chá) de farinha de aveia sem glúten
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de fermento em pó
1/4 colher (chá) de sal
1 xíc. (chá) de leite - pode ser vegetal
1 e 1/2 colher (sopa) de óleo vegetal
2 ovos grandes
1/2 colher (chá) de extrato de baunilha
Óleo para untar

Modo de Preparo:

Em uma tigela, peneire a farinha, o açúcar, o fermento e o sal. Em outra tigela, misture os ingredientes restantes. Junte a mistura líquida aos secos, misturando até incorporar bem. Pré-aqueça uma frigideira em fogo médio-baixo e unte com óleo. Despeje cerca de 1/4 xíc. da massa na frigideira. Quando começar a formar bolhas, vire a panqueca. Deixe cozinhar o outro lado por cerca de 2 minutos e retire do fogo. Repita a operação com o restante da massa. Sirva imediatamente.

domingo, 25 de outubro de 2015

Ravioli de Abóbora com Manteiga de Sálvia


Já que hoje é o dia mundial da massa, vou postar uma receitinha que brilhou no nosso jantar de sexta-feira. Fiz dois tipos de ravioli, um com recheio de abóbora e o outro com recheio de queijo com calabresa. Experimentamos os dois e o veredito foi um só: o de abóbora ganhou de mil a zero do de calabresa. Massa deliciosa, recheio super macio e o 'molho' delicioso de manteiga. Esse prato da foto, com bastante parmesão, é perfeito para um jantar leve e muito sofisticado!

Ravioli de Abóbora com Manteiga de Sálvia

500g de abóbora, cortada em cubos
3 colheres (sopa) de azeite
1 pitada de noz moscada
100g de queijo parmesão ralado
2 colheres (sopa) de creme de leite
200g de manteiga
1 maço de sálvia
Sal e pimenta a gosto
Queijo parmesão ralado a gosto para servir

Modo de Preparo:

Para o recheio, pré-aqueça o forno a 180oc e corte a abóbora, descascada, em pedaços de cerca de 2,5x2,5cm. Disponha a abóbora em uma assadeira, regue com o azeite e tempere com sal e pimenta. Leve ao forno até que a abóbora fique bem macia, desmanchando, cerca de 30 minutos. Retire do forno e transfira para o copo do processador. Junte a noz moscada, o parmesão e o creme de leite e processe até virar um purê grosso. Abra a massa e recheie com o creme. Molde os ravioli, passando água nas bordas para evitar que a massa estoure durante o cozimento. Polvilhe o ravioli com bastante farinha de trigo para que eles não grudem enquanto você molda o restante da massa. Cozinhe a massa em bastante água fervente, com bastante sal, até que os ravioli comecem a boiar na água. Experimente o ponto, retire os ravioli da panela e deixe escorrer. Em uma frigideira antiadarente, derreta a manteiga, junte algumas folhas de sálvia e tempere com sal e pimenta. Sirva os ravioli com a manteiga e bastante parmesão ralado na hora.

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Espaguete com Molho de Tomate e Berinjela


A minha versão da Pasta alla Norma é bem simples. Tão simples que eu não vou nem colocar receita grande. Peguei 100g de macarrão e cozinhei al dente. Enquanto isso, fatiei uma berinjela pequena em fatias de 0,5cm, passei na farinha de trigo e fui fritando em cerca de 1 dedo de azeite. Escorri em um papel absorvente e reservei. Escorri a massa e misturei com 1 xíc. (chá) de molho de tomate. Coloquei as fatias da berinjela por cima e servi com queijo parmesão e salsinha picada! Uma belezinha!

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Fermento Caseiro


O que fazer quando a boleira tem todos os ingredientes para preparar as receitas, menos o fermento? Não dava mais tempo de sair pra comprar, por isso lancei mão de outro ingrediente - meio incomum, vamos dizer - para preparar a versão caseira desse pó mágico. 4 colheres (chá) de cremor tártaro - você encontra em lojas de confeitaria, é um sal obtido durante a decantação do vinho, muito usado para dar estabilidade em merengues e suspiros - e 2 colheres (chá) de bicarbonato de sódio. Mistura bem os dois ingredientes e usa como pedido na receita. Fácil, fácil, e o bolo e as panquecas cresceram como nunca! Uma beleza! 

domingo, 18 de outubro de 2015

Frango Agridoce Chinês


Ter que preparar peito de frango para uma refeição é quase sempre um martírio aqui em casa. Não tem mais ideia que chegue para usar o ingrediente. Semana passada, feriadão, tirei um pacote do corte do freezer e deixei descongelando, ainda sem saber o que iria fazer. Ver um pedação de abacaxi na geladeira acendeu minha luzinha: o frango agridoce que a gente pede no delivery chinês. Tinha pimentão, cebola, abacaxi e catchup suficiente para preparar o molho. E foi isso. Tive que jogar a primeira leva fora porque meu digníssimo marido leu 3x mais amido de milho do que realmente ia na receita, então tive que jogar tudo no lixo, sob pena do meu molho virar uma gelatina. Fiz uma parte do frango com molho e outra sem para os meninos mais novos, mas eles nem olharam pro grelhadinho, só quiseram o frango docinho com abacaxi!

Frango Agridoce Chinês
adaptada daqui

Ingredientes:

3 colheres (sopa) de vinagre
3 colheres (sopa) de açúcar
4 colheres (sopa) de catchup
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de molho de soja (shoyu)
1/2 pimentão verde, cortado em quadrados de 3x3cm
1/2 cebola, cortada em pétalas
4 fatias de abacaxi, cortadas em triângulos
500g de peito de frango em cubos, temperado com sal e pimenta-do-reino a gosto
Azeite de oliva a gosto

Modo de Preparo:

Misture vinagre, o açúcar, o catchup, o sal e o molho de soja em uma panela. Leve ao fogo e deixe ferver até encorpar. Junte o pimentão, a cebola e o abacaxi e deixe ferver por mais 1 minutos. Desligue o fogo e reserve. Aqueça uma frigideira, coloque cerca de 2 colheres (sopa) de azeite e despeje os cubos de frango. Deixe fritar até que fiquem dourados, retire-os do fogo e misture-os ao molho agridoce reservado.

*Fiz duas receitas para 1kg de frango, e acabei não usando o amido de milho. Mesmo assim o molho engrossou bem no fogo!

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Pão sem Sova - No-Knead Bread


Eu sempre tive muita curiosidade para fazer esse pão. Sempre via ele aparecendo pela internet, mas confesso que o descanso de 18 horas me dava a maior preguiça. Gosto de coisas rápidas, que ficam prontas na hora, por isso sempre adiei a preparação desse pão. Na verdade ele utiliza uma quantidade super pequena de fermento, e o processo 'imita' aquele da fermentação natural. A massa final é bem mole, e deve ser assada em uma panela de ferro, ou de qualquer tipo que vá ao forno. O Bernardo, que é fã de pães de fermentação natural, já saiu logo elogiando, dizendo que estava igual ao da padaria que costumamos comprar esse tipo de pão. E ficou mesmo. É um tipo de sourdough com buracos imensos de ar por dentro, e com a casca super dura logo que sai do forno. Já estou planejando a segunda leva para domingo!

Essa é minha contribuição para a minha terceira participação no World Bread Day, um evento organizado pela Zorra, do blog Kochtopf, que reune pessoas de vários países para fazer.. pão! Espero que gostem!

World Bread Day 2015 (October 16)

Pão sem Sova

Ingredientes:

3 xíc. (chá) de farinha de trigo
1/4 colher (chá) de fermento biológico seco instantâneo
1 e 1/4 colher (chá) de sal
1 e 5/8 xíc. (chá) de água
Semolina ou farinha, para polvilhar

Modo de Preparo:

Em uma tigela grande, misture a farinha, o fermento, o sal e a água. Mexa bem com uma colher até que a mistura fique homogênea. Cubra a tigela com um plástico filme e deixe descansar por 12-18 horas em temperatura ambiente. A massa estará pronta quando sua superfície estiver cheia de bolhas de ar. Polvilhe uma superfície com farinha e retire a massa da tigela. Dobre a massa duas vezes sobre ela mesma e deixe descansar por 15 minutos. Após o descanso, forme uma bola com a massa e deixe-a descansar, coberta por um pano de prato seco e limpo, por cerca de 2 horas. 30 minutos antes de finalizar o tempo de descanso da massa, pré-aqueça o forno a 220oC e coloque uma panela de cerca de 20cm de diâmetro - e que possa ir ao forno - dentro do forno. Após os 30 minutos, retire a panela com cuidado, coloque a massa dentro e tampe. Leve ao forno por cerca de 30 minutos, retire a tampe e asse por mais 15-20 minutos, ou até que a casca esteja dourada. Retire do forno e transfira o pão para uma grade para esfriar.

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Welsh Rarebit


Ou o melhor queijo quente que você já comeu na vida! Eu sou uma pessoa curiosa, não posso ver alguma receita nova com ingredientes que parecem bons que já quero logo testar. Vocês sabem sobre a minha paixão pelo Reino Unido e a cultura deles em geral e a vontade eterna de morar lá um dia. Essa torrada, que estima-se que seja de origem galesa, é uma espécie de queijo quente temperado. Li a receita em um dia e no dia seguinte já estava comendo no café da manhã. Comi uma e o Bernardo comeu a outra, mas tenho que confessar que se ele não tivesse aparecido enquanto eu preparava eu teria comido as duas sozinha! 

Welsh Rarebit
Ingredientes:

200g de queijo cheddar ralado - fiz com muçarela
2 cebolinhas, picadas
4-5 colheres (sopa) de creme de leite
1 gema de ovo
1 colher (chá) de molho inglês
1 colher (chá) de mostarda
4 fatias de pão
Azeite
Cebolinha para servir

Modo de Preparo:

Pré-aqueça o forno a 180oC. Coloque as fatias de pão em uma assadeira, regue com uma porção de azeite e leve ao forno até dourar levemente. Retire e reserve. Em uma tigela, misture bem o queijo, a cebolinha, o creme de leite, a gema de ovo, o molho inglês e a mostarda. Divida o creme em 4 partes e passe sobre as fatias do pão. Volte ao forno até que o queijo derreta e doure levemente. Retire as torradas do forno, decore com as cebolinhas reservadas e sirva imediatamente.

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Creme de Amêndoas com Chocolate - ou a Melhor Nutella do Mundo


Hoje as crianças não tiveram aula e fiquei em casa com eles. Ontem à noite, passava das 11 já, fui procurar uma receita de panqueca de banana para preparar para eles hoje de manhã. Só que, ao invés de panquecas, achei uma receita de uma Nutella de amêndoas. Já sabia que tinha os ingredientes e,  já meia noite, chamei o Bernardo para ir comigo preparar a guloseima. Ia só preparar e deixar guardada para eles comerem hoje de manhã com a tal da panqueca. Mas não foi o que aconteceu. Ontem mesmo comi pelo menos 1/4 do creme, puro, direto do liquidificador, e com uma banana. Gente. Somente façam. É com certeza uma das melhores coisas que eu já preparei. Acordei de manhã e desisti das panquecas. Fiz um waffle de pão de queijo, cuscuz com ovo, torradas e frutas, muitas frutas para acompanhar esse creme perfeito. Agora sério. É bom demais! Pena que não sobrou mais nem um pouco para comer com a minha banana amanhã de manhã! 

Creme de Amêndoas com Chocolate

1 xíc. (chá) de amêndoas torradas - usei farinha de amêndoas, crua mesmo
270g de chocolate ao leite derretido
90g de chocolate meio amargo derretido
2 colheres (sopa) de óleo de girassol
3 colheres (sopa) cheias de açúcar de confeiteiro
1/2 colher (chá) de essência de baunilha
3/4 colher (chá) de sal

Modo de Preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador, até que virem uma pasta homogênea. Se não gostar da textura granulosa das amêndoas, passe por uma peneira fina. Guarde em um pote com fechamento hermético e armazene na geladeira.*

*O meu creme passou a noite na geladeira, como manda a receita. Mas acordou duro como uma barra de chocolate. Levei ao micro-ondas por 30 segundos e ele recuperou a textura cremosa.

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Vichyssoise


Acordei no sábado de manhã toda serelepe para preparar logo o almoço do Bruno. Enquanto fazia o café da manhã das outras crianças, preparei essa vichyssoise, uma sopa maravilhosa, geralmente servida gelada. Perfeita para o jovem, que não aguentava mais doce e não podia comer nada quente. Preparei a sopa, que já saiu da panela deliciosa. Deixei esfriar em temperatura ambiente, Bernardo provou, aprovou, comeu mais, colocou até no pão. Avisei pro Bruno que tinha feito uma sopa pra ele e tal. Por algum motivo, ele sequer tocou na preparação. Comeu outra coisa qualquer no almoço, no lanche e no jantar e nem olhou pra minha vichyssoise. Bernardo continuou comendo como se fosse molho branco, dizendo sempre que estava uma delícia. Apesar do insucesso com o adoentado, que não deu nem uma chance, tenho que dizer que essa sopa gelada ganhou meu coração. É o sabor fresco do alho-poró e a cremosidade do creme com a batata que fazem dessa sopa uma maravilha, que, surpreendentemente, fica ainda melhor gelada! 

Vichyssoise

Ingredientes:

4 colheres (sopa) de manteiga
8 talos de alho-poró (somente a parte branca), limpos e fatiados
2 batatas médias, cortada em cubos pequenos
2 xíc. (chá) de caldo de galinha - usei de legumes
2 xíc. (chá) de creme de leite fresco
4 cebolinhas picadas
1 pitada de noz-moscada ralada
Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de Preparo:


Em uma panela de fundo grosso, derreta a manteiga em fogo médio. Acrescente o alho-poró e deixe refogar por cerca de 5 minutos, sem deixar dourar. Adicione a batata, misture bem e junte o caldo. Deixe ferver, baixe o fogo e deixe cozinhar por cerca de 35 minutos, ou até que as batatas e o alho-poró estejam completamente cozidos. Bata a sopa no liquidificador - em etapas e sem encher demais o liquidificador -, e volte a sopa para a panela. Adicione o creme de leite, a noz-moscada e tempere a gosto com o sal e a pimenta. Deixe ferver por mais 5 minutos. Se desejar uma sopa mais rala, coloque mais caldo. Transfira a sopa para uma tigela e deixe esfriar à temperatura ambiente. Quando a sopa já estiver em temperatura ambiente, coloque-a na geladeira para gelar. Antes de servir, verifique o tempero, decore com a cebolinha e sirva.

domingo, 11 de outubro de 2015

Suflê de Queijo Parmesão


Bruno fez uma cirurgia na semana passada para extrair dois dentes. Logo que chegamos em casa, oferecemos a ele uma gama de guloseimas. Sorvete, açaí,vitamina, milk shake. Depois de tomar as primeiras colheradas do sorvete artificial de morango, ele pediu arrego. Queria comer alguma coisa salgada e, de preferência, não artificial. Fiz um purê com uma batata que tinha restado na geladeira e fui atrás de receitas que ele pudesse comer. Preparei para ele então um suflê de queijo, e deixei esfriando na geladeira. Não sei se foi a fome, mas ele achou maravilhoso! E realmente estava, a textura deliciosa do suflê e o queijo parmesão salgadinho fizeram a alegria da criança desdentada!

Suflê de Queijo Parmesão

Ingredientes:

1 colher (sopa) de manteiga
1 colher (sopa) de cebola ralada
1 colher (sopa) de farinha de trigo
1 xíc. (chá) de leite em temperatura ambiente
50g de queijo parmesão ralado
1 ovo, clara e gema separadas
Sal e pimenta a gosto

Modo de Preparo:

Pré-aqueça o forno a 180oC. Em uma panela, refogue a manteiga e a cebola, até que a manteiga fique transparente. Acrescente a farinha e mistura bem. Vá adicionando o leite e misturando sempre com um fouet, para não empelotar, até que vire um molho branco grossinho. Retire do fogo e junte o parmesão. Reserve. Separe o ovo e bata a clara em neve. Junte a gema ao creme de queijo, tempere com sal e pimenta e junte as claras, misturando delicadamente para não retirar o ar. Coloque em um ramequim untado com manteiga e leve ao forno por cerca de 15 minutos, ou até que o suflê esteja dourado e totalmente cozido por dentro. Retire e sirva imediatamente.

sábado, 10 de outubro de 2015

Brigadeiro de Crème Brûlée


Os dias aqui andam uma loucura total. Entre aulas, panelas, trabalho e a vida de dona de casa, não tem me sobrado muito tempo para passar por aqui. Embora eu não faça docinhos de festa para vender na minha lojinha, recebi, só esse mês, pelo menos 4 pedidos. E como eram para pessoas muito queridas, decidi fazer. Para não ficar só no brigadeiro basicão, preparei também uma receita especial desse brigadeiro de crème brûlée, aquele creme de baunilha fantástico e aveludado coberto com aquela casquinha crocante deliciosa! O sucesso foi tanto que tive que prepará-lo duas vezes na mesma semana! 

Brigadeiro de Crème Brûlée

Ingredientes:

1 lata de leite condensado
10g de manteiga sem sal
50g de chocolate branco
Gema de 1 ovo pequeno
10g de pasta de baunilha ou sementes de 1/2 fava
Açúcar cristal para cobrir

Modo de Preparo


Em uma panela de fundo grosso, junte o leite condensado, a manteiga, o chocolate branco, o ovo e a baunilha. Misture bem, em fogo baixo, até dar o ponto de brigadeiro e desgrudar do fundo da panela - cerca de 12 minutos. Despeje a mistura em um prato e deixe esfriar em temperatura ambiente. Enrole os brigadeiros, passe pelo açúcar e disponha-os em um prato. Queime a parte de cima do docinho com um maçarico, até que casquinha fique douradinha e crocante. 

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Pãezinhos de Mandioca com Recheio de Queijo


Eu sou simplesmente fissurada por esses pãezinhos fofinhos e super macios. Vocês já viram aqui pães de batata, batata doce, cenoura e mandioquinha. O de hoje tem a base bem parecida, mas é preparado com mandioca. Tinha em casa uma mandioca que estava na geladeira, que eu comprei para preparar com uma carne de sol. O caso é que eu comprei a mandioca e esqueci de comprar a carne. Por isso ela estava largada lá no fundo da gaveta dos legumes. Lembrei dessa receita que tinha visto no blog da Rachel e decidi fazer os pãezinhos. Ficaram perfeitos! Fiz esses na terça de noite e, como havia sobrado ainda mandioca, fiz um outro recheado com presunto e queijo ontem à noite. O sucesso com a turminha foi tremendo, toda hora perguntavam se ainda tinha pão na cestinha!

Pãezinhos de Mandioca com Recheio de Queijo

Ingredientes:

Massa

180g de mandioca cozida
2 ovos inteiros
½ xícara (chá) de óleo
1 colher (sopa) de margarina
25 gramas de fermento fresco
1 xícara (chá) de leite 
½ colher (chá) de sal
½ xícara (chá) de açúcar
750 gramas de farinha de trigo
1 gema para pincelar

Recheio

150g de queijo parmesão ralado
150g de queijo muçarela ralado
50g de manteiga derretida

Modo de preparo:


Com exceção da farinha, bata todos os ingredientes no liquidificador. Coloque a massa numa bacia e vá colocando o trigo aos poucos até dar o ponto. Sove bem a massa e deixe descansar coberta por um pano até dobrar de volume. Divida a massa em duas. Abra uma massa em um retângulo de cerca de 30x40cm. Pincele com a metade da manteiga e recheie com a metade dos queijos. Enrole como um rocambole e corte em rodelas. Coloque em uma assadeira untada com manteiga e deixe crescer novamente até dobrar de volume. Repita a operação com a outra metade da massa. Pincele com gema e leve ao forno pré-aquecido a 180oC para assar até corar.

*Essa receita rende 24 unidades do pãozinho da foto. Fiz meia receita e obtive 12.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...