sábado, 24 de agosto de 2013

Bagels


Quanto mais velha, mais persistente estou ficando. No passado, nunca faria - e erraria - mais de duas vezes a mesma receita. Estou pelejando com macarons há tempo suficiente para saber que eles não vão com a minha cara. Lá se vão mais de 10 receitas jogadas no lixo. Da última vez, inclusive, usei o termômetro de forno, e, segundo a receita, não tem como dar errado com esse utensílio. Mas deu. Bem errado. Mas eu não parei ainda com eles. Não com a mesma persistência - e paciência - testei os curiosos bagels, que aqui não encontro nem o falsificado. Fui à Europa e esqueci de experimentá-los. Não só os bagels como uma lista de outras comidas que não temos disponíveis aqui. Antes de viajar ainda, testei uma receita. Meio miada eu achei, não acreditei que aquilo poderia ser tão famoso em outros lugares, se nem gostoso era. Aí esperei. Fui, voltei, e, semana passada, durante um passeio no shopping com o Caio enquanto os outros estavam assistindo um filme no cinema, passei pelo livro que mais desejava no mundo. Parece besteira, não é de nenhum super chef famoso, mas o outro que eu tenho é tão querido que namorava esse à distância. Cheguei em casa, procurei na internet e encontrei pela metade do preço. Livro comprado, esperei uns bons dias para chegar, e pronto. Já no primeiro dia preparei os bagels e constatei a verdade: são pãezinhos deliciosos, cascudinhos por fora e macios por dentro. Exatamente o que eu imaginava. Testei os macarons do mesmo livro, mas, obviamente, trollaram com a minha cara de novo. Mas eles que me aguardem.

Bagels
do fofíssimo Baking: Step by Step

Ingredientes:

600g de farinha de trigo, extra para polvilhar
2 colheres (chá) de sal
2 colheres (chá) de açúcar refinado
2 colheres (chá) de fermento biológico seco
300 ml de água morna
1 colher (sopa) de óleo vegetal, extra para untar a fôrma
1 ovo batido e sementes de gergelim, para pincelar

Modo de Preparo:

Em uma tigela, coloque a farinha, o sal e o açúcar. Misture o fermento com a água morna e misture bem. Despeje a mistura de fermento por cima da farinha e vá sovando bem, até que a massa fique elástica e macia. Coloque a massa em uma tigela untada com óleo e cubra com plástico filme. Deixe descansar em um local seco e longe de correntes de ar por aproximadamente 1 hora, ou até dobrar de tamanho. Após o descanso, retire a massa da tigela e sove mais um pouco para retirar o ar. Abra a massa em um disco e corte-a em 8 pedaços (como se fosse uma pizza). Com a palma da mão, forme tiras de cerca de 25 cm com cada porção da massa. Junte as pontas da massa (eu usei água para ligar a massa) e prenda bem para não soltar. Coloque em uma assadeira untada com óleo e cubra com um pano de prato. Deixe descansar por mais 40 minutos, ou até dobrar novamente de tamanho. Após o descanso, mergulhe os bagels em água fervente por cerca de 1 minuto de cada lado. Seque com um papel toalha e disponha novamente na assadeira. Pincele o ovo batido e salpique sementes de gergelim. Leve ao forno pré-aquecido a 220oC por 20 minutos, ou até que os bagels fiquem dourados. Sirva na hora. Ficam ótimos também no dia seguinte, torradinhos com manteiga.

4 comentários:

D Augusto disse...

Adorei a saga dos Macarons Renata. Eu nem me aventirei nessa ainda proque tenho certeza que vai melar e vou me frustar kk. Sabe o que eu não consigo fazer? (e eu acho uma coisa super besta). Carne Seca. ora fica salgado, ora fica dura, estranha. mas como você não desisto nunca e uma hora eu acerto kk..
Adorei a receita dos bagels, vou levar comigo.

Um beijo

Temperaria - Vivian Luiz disse...

Ah os pães... deixam a gente louca! Sou fissurada por fazer pães em casa, e como é difícil não ficar frustrada porque muitas vezes eles saem beeem diferente da nossa expectativa. Daí não tem jeito, é tentar de novo, ver se tem alguma coisa na receita que poderia ter sido diferente (realmente o termômetro de forno facilitou minha vida nesse sentido). Mas o resultado também é tãogratificante! Adoro! Seus bagels ficaram lindinhos, lembram bastante os que comi em NY :-)

Um toque de canela disse...

Que delicia! Valem bem a persistência!
bjs

Life for up disse...

Olá Renata,

Primeira vez que venho aqui e amei sua estória sobre os macarrons..rs

Vc conseguiu passar de uma forma bem humorada e dei altas risadas. kkkk

Parabéns pelos Bagels. Ficaram lindos.
Espero que consiga vencer de vez os macarrons....rs

Um gde beijo
Isabela

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...